AVISO:

Este site foi projetado para ser acessado

por celular! Obrigado pela visita,

mas no computador não é tão legal!

Wang, o caçador, durante uma longa viagem em busca de animais para caçar, viu, certo dia, duas raposas sobre as patas traseiras, apoiadas em uma árvore. Uma delas tinha uma folha de papel na mão, e as duas riam como se estivessem compartilhando uma piada.
 

Wang tentou espantá-las, mas elas nem se moveram. Enfurecido, o caçador disparou uma flecha na raposa que segurava o papel, ferindo-a no olho. As raposas fugiram e Wang recolheu o papel. Na hospedaria, contou sua aventura aos outros hóspedes.
 

Enquanto o caçador falava, entrou na taverna um senhor que tinha um olho escondido atrás de um tapa-olho. Demonstrou grande interesse pela história de Wang e pediu para ver o papel coberto de caracteres ininteligíveis. Wang já estava lhe alcançando a folha, quando o dono da hospedaria percebeu a ponta de um rabo saindo por uma fresta do manto do recém-chegado.
 

- É uma raposa! - gritou.
 

Imediatamente o visitante se transformou em raposa e fugiu.
 

As raposas tentaram repetidas vezes recuperar o papel, sempre sem sucesso.


No caminho de regresso à casa, Wang encontrou seus familiares viajando para a capital. Disseram-lhe que tinham recebido dele uma carta ordenando que vendessem todas as propriedades da família e partissem para a cidade. A mãe de Wang mostrou-lhe a carta. Ele a examinou e viu que nela não havia nada escrito. Ainda que não tivessem mais onde morar, Wang os fez regressar.
 

Alguns dias mais tarde, apareceu um irmão menor, que todos acreditavam que estivesse morto. Perguntou a Wang por que a família estava vivendo tão precariamente e Wang contou-lhe toda a história.
 

- Ah! - disse o irmão quando Wang terminou de relatar o caso das raposas -, essa é a causa de todas as desgraças da família.
 

Wang estendeu-lhe o papel. O irmão arrancou-o das mãos de Wang, guardou-o com cuidado e disse:


- Finalmente consegui o que procurava!
 

E, transformando-se em raposa, saiu em disparada.