O homem lunar (1955)  é um exemplo representativo da produção peculiar do aclamado Bernard Krigstein (1919-1990). Outras histórias desse autor, considerado por críticos e estudiosos, como um dos mais originais e influentes autores de narrativas gráficas do século XX. Em breve, lançaremos uma edição especial só com histórias de Krigstein, um autor quase desconhecido no Brasil.

Comentários? Dicas? Sugestões? Críticas?

Use o formulário abaixo para falar com a gente!

Obrigado!