Se considerarmos as três vozes narrativas mais comuns na literatura, também comuns nos quadrinhos (1. quando um dos personagens, em primeira pessoa, conta a história para o leitor; 2. quando um observador externo narra, em terceira pessoa, os acontecimentos da história para o leitor; 3. quando um observador "onisciente" conhece, além dos fatos, os pensamentos e sentimentos dos personagens), podemos dizer que os autores de quadrinhos (entre eles, o próprio Basil Wolverton - 1909/1978) inventaram, ou ao menos empregaram com muita frequência, um quarto tipo de voz narrativa: aquela que se dirige ao leitor como se este encarnasse um dos personagens da história.

Os cérebros sugadores de Vênus (1952) é um exemplo clássico desse tipo de voz narrativa.

Outras histórias de Wolverton (incluindo edições especiais) aparecerão ao longo do projeto MaisUmasCoisas em Quadrinhos!